COMPARTILHAR

Olá Viajantes.

Fomos visitar o Parque Beto Carrero, o maior parque temático da América Latina. Criado em 1991 e localizada na cidade de Penha.

Saímos de Florianópolis e demoramos 1h20m para chegar ao nosso destino. Viagem super tranquila, estrada bem sinalizada e fácil acesso.

Existem várias formas de se chegar até o parque, veja abaixo as distancias de cada cidade.

De Florianópolis até Penha, passamos por um pedágio (R$ 2,60 para carro de pequeno porte).

Já na chegada vimos como é importante saber os valores antecipadamente. Pagamos o estacionamento comum (R$ 45,00), e ficamos na área “P” (bem sinalizado e com seguranças e instrutores por todo o trajeto). Porém existe o estacionamento VIP que é um pouco mais caro (R$ 55,00) e te dá a chance de estacionar bem em frente a entrada (acho que vale a dica para quem não quer caminhar um pouco e ter esta comodidade).

A entrada é bem fácil e tivemos a sorte de não estar cheio neste dia e com pouca fila. Compramos nossos ingressos por que não queríamos usar a internet e saber a experiência de comprar na hora. Apesar de ser mais caro.

Pedimos a opção de ingresso com FAST PASS que dá direito a não enfrentar as filas normais e as vezes gigantescas e usar os brinquedos radicais, são 8 brinquedos ao todo  (Betinho Carrero 4D, Ferrovia, Star Mountain, Free Fall, Fire Whip, Big Tower, Crazy River e Raskapuska). Você usa uma pulseira de cor diferenciada a cada dia, intransferível e em cada brinquedo ela é furada. Cada brinquedo pode ser usufruído em 2 oportunidades.

  • Ingresso adulto – R$ 155,00 (antecipado via site custa R$ 105,00)
  • Fast Pass – R$ 85,00

 Dica EuVouViajar – Comprando no site o Passaporte + Fast Pass você consegue por R$ 149,00 e parcela em até 5x sem juros (promoção válida até 31/MAR/2017)

Cada brinquedo é único e vale cada experiência, algumas pessoas recomendam comprar dois dias de ingressos, porem em nossa visita um dia foi suficiente pois não havia grandes filas. Em dias de grande movimentação perde-se horas em alguns brinquedos, então fica a dica que se pode comprar dois dias de ingresso.

Outra boa dica é o uso continuo de filtro solar em dias de sol pois não há muitas áreas de sombra, apesar do parque ser muito arborizado e com pontos de parada, porem nos trajetos entre um brinquedo ao outro você acaba pegando o sol diretamente, vale a dica.

É permitido a entrada com lanche e bebida, então se você quer economizar pode usar desta tática, haja vista que dentro do parque você acaba pagando mais caro (BEMMM mais caro).

  • Água com/sem gás – R$ 6,00
  • Cerveja – R$ 9,00
  • Pipoca – R$ 10,00
  • Refrigerante – R$ 6,00

Comida na praça de alimentação tem para todos os gostos e bolsos, desde um lanche rápido, um cachorro quente, um buffet Self Service ou pratos a la carte. Os preços variam de R$ 10,00 a R$ 50,00 (valores por pessoa).

Na entrada do parque você encontra o mapa com a descrição e localização de cada brinquedo e atração, é entregue gratuitamente, vale pegar e usar durante o dia todo para se localizar. Os shows tem hora marcada e pode haver alterações de apresentação durante o ano, vale ficar atento à isso, pois em um dia podem haver duas apresentações do mesmo espetáculo, ou apenas uma. Os mapas são auto explicativos, bem fácil de se compreender e existem versões em Português, Inglês e Espanhol. Não tem como errar.

Roupas leves são recomendadíssimas, isso nunca é demais falar, pois se caminha muito dentro do parque e então o tênis/chinelo/sandália, bermuda/shorts/saia, camiseta/blusinha são as BOAS dicas. Ah, mas isso nem precisa falar alguém pode dizer, sim. Mas em nossa visita, vimos mulheres de salto alto empurrando carrinho de bebe, pessoas de calça jeans, calça e sapato social. A opção é de cada um mesmo.

O parque abre as 09:00 e seu encerramento é as 18:00 para todos os brinquedos e as ultimas atrações com shows encerram as 19:00.

Um dia bem puxado e satisfatório.

Final da historia, opinião pessoal do blog: