COMPARTILHAR

A indústria do Turismo movimentou mais de um bilhão de pessoas em 2016. Enquanto países como, França, Estados Unidos e Espanha recebem acima de 70 milhões de turistas estrangeiros e lideram, nessa ordem, o share mundial, há nações que têm índices tão baixos que chegam a ser curiosos.

A pequena ilha de Tuvalu, na Oceania, é considerada o destino menos visitado do mundo. Segundo relatório divulgado pela Organização Mundial de Turismo (OMT), o país recebeu cerca de dois mil turistas internacionais no ano passado. Em relação a 2015, a alta foi de 5,2%.

Flickr/Michael Coghlan

Entre os destinos estudados, apenas há dois que se aproximam de Tuvalu: os vizinhos Quiribati, destino oceânico, que recebeu pouco mais de cinco mil visitantes de outros países, e Niue, com oito mil, apontou o relatório.

O país é composto por seis atóis e três ilhas que, juntas, calculam 25 quilômetros quadrados de área. Sua localização não é muito privilegiada, pois está a pouco mais de mil quilômetros de distância de Fiji.

A população é pequena, são pouco mais de dez mil moradores, segundo dados apontados pelo escritório local. A capital Funafuti responde por mais da metade dos moradores e desponta como o destino “mais conhecido” da ilha.

Flickr/Michael Coghlan

O clima predominante é tropical, com sol e temperaturas médias de 30 graus. O problema maior é a escassez de malha aérea.

Para chegar lá, a única companhia aérea que oferece voos regulares é a Fiji Airways, com voos da capital Suva até Funafuti em um Convair. Os visitantes têm poucas opções de hospedagens, como em pequenos hotéis independentes e vilas.

Entre as atividades turísticas estão, claro, a vida marinha e praiana de Tuvalu, esportes aquáticos como mergulho e snorkeling. Atividades culturais como danças e históricas, a exemplo de um passeio que remonta a Segunda Guerra Mundial, quando tropas norte-americanas instalarem bases no país para atacar os inimigos em Quiribati.