COMPARTILHAR

O pedido de visto para a Índia passou por alterações. Desde o dia 17 é obrigatória a presença de todo solicitante na Embaixada da Índia em Brasília para a coleta de dados biométricos.

A Embaixada atenderá residentes dos Estados do Acre, Alagoas, Amapá, Amazonas, Bahia, Ceará, Distrito Federal, Espirito Santo, Goiás, Maranhão, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Minas Gerais, Pará, Paraíba, Pernambuco, Piauí, Rio Grande do Norte, Rondônia, Roraima, Sergipe e Tocantins. Já os moradores de São Paulo, Paraná, Santa Catarina e Rio Grande do Sul terão de comparecer à unidade consular na capital paulista.

Questionamos a Embaixada da Índia para entender o passo a passo. A coleta de digitais por meio da biometria ainda está em fase de testes, ainda sem data para ser implementada em definitivo. O visto eletrônico, feito diretamente com governo da Índia, não necessita da presença do usuário.

Esse visto feito pela internet é destinado a quem viaja a lazer por até 30 dias com apenas uma entrada. Se, por exemplo, um viajante da região Nordeste quiser o documento para viajar a negócios, sua ida à Embaixada em Brasília é indispensável para dar seguimento ao processo, segundo informou o agente Bruno Cusatis.

Além do procedimento usual, que inclui documentos e fotos, o turista tem de levar um certificado internacional de vacina contra febre amarela.

O novo processo entra em vigor no momento em que o Brasil estuda a possibilidade de isentar os vistos para indianos, segundo revelou a Embratur.

Fonte