COMPARTILHAR

DETALHES DA VIAGEM:

 

1º Dia:  15 / 05 / 2014 (sexta-feira) – Saída do Brasil
Comparência no aeroporto de Rio de Janeiro e saida em Vôo Alitalia AZ 673 às 14h40 – chegada em Roma Fiumicino no dia seguinte. visitas às igrejas e ao Coliseu.

 

2º Dia: 16 / 05 / 2014 (sabado) – Roma
Chegada no aeroporto de Roma às 07h05. Ao final do dia traslado ao HOTEL PARK HOTEL ROMA CASSIA – Via Barbarano Romano, 19.

 

3º Dia: 17 / 05 / 2014 (domingo) – Roma / Frankfurt
Café da manhã no hotel. Ás 07h30 saida do hotel para tranfer ao Vaticano para participar na audiência papal. Ás 12h30 traslado ao Aeroporto de Roma para embarque em vôo AZ 404 das 15h35 com destino Frankfurt. AEROPORTO DE FRANKFURT PARA GASTHAUS “ZUR ROSE” – BESITZER: SVEN STADLER – SCHLOSSSTRASSE 5- 68549 ILVESHEIM

 

 

4º Dia: 18/ 05 / 2014 (segunda-feira) – Rosenberg e arredores
Café da manhã na Pension. Saída 9:00h destino ao centro de Heidelberg. Visitação:

 

Heidelberg está situada às margens do rio Neckar, ao longo de num vale coberto por generosa vegetação, e a primeira impressão que se tem é de completa harmonia entre natureza e arquitetura. Os prédios, ruas, pontes e todo o conjunto parecem perfeitamente integrados ao meio ambiente, transformando num prazer a exploração de cada recanto ou a descoberta de novas vistas. Para quem, então, vem de uma grande, barulhenta e poluída cidade, Heildelberg chega a lembrar algo próximo ao paraíso. Desde 1300 esta cidade é considerada a origem da ciência e da cultura germânicas, além de ser considerada também como a cidade mais romântica do país.

Três milhões de pessoas visitam o castelo de Heidelberg todos os anos e s seu interior só pode ser visitado em grupos conduzidos por guias. Embora algumas partes estejam em ruínas, certos trechos conseguiram sobreviver a incêndios ou à destruição imposta à cidade em sucessivas guerras. Alguns de seus pontos mais bonitos são o Palácio de Rubens, a livraria, a Frauhaus, o palácio de Friedrich, e o Palácio dos Espelhos.

Devido à sua posição estratégica, Heidelberg foi ao longo dos séculos diversas vezes atingida por conflitos, disputas políticas e religiosas, principalmente entre França e Alemanha. Por mais que isto hoje em dia parece um sacrilégio, a cidade chegou ao ponto de ser totalmente destruída. Como grande parte de suas construções eram de madeira, quase nada restou dos prédios autênticos da época. O único que sobreviveu às guerras religiosas foi o prédio do Hotel Ritter, situado num dos pontos mais nobres da cidade, quase em frente à Catedral.

Heidelberg é um lugar muito associado à lembrança de Goethe. O grande poeta e escritor alemão adorava Heidelberg e passou grande parte de sua vida por entre estas ruas.

Mas Heidelberg é muito mais do que simplesmente um atrativo turístico e histórico. A cidade ainda mantém acesa a tradição de importante centro educacional. Aqui estão diversas faculdades de filosofia, medicina e matemática e por isso este é um lugar onde muitos jovens são encontrados em cada rua. Até mesmo estudantes brasileiros encontramos em Heidelberg, trabalhando numa confeitaria para ajudar a cobrir os custos de seus estudos. Aliás, falando em doces, esta região da Alemanha é famosa por seus quitutes, por isto não deixe de entrar numa das inúmeras lojinhas oferecendo destas delícias . Elas não são apenas bonitas, mas também deliciosas, como o tradicional Praline, o delicioso chocolate ou então o menos conhecido Essig Schleckerle.

O principal ponto de comércio da cidade é esta rua de pedestres – Haptstrasse – que atravessa a cidade velha de ponta a ponta. Lá existem muitas lojinhas, restaurantes e bares e é um bom lugar para fazer uma refeição típica, ou comer uma deliciosa apfelstrudel. Indo para outro lado e atravessando a ponte que cruza o rio Neckar fica um dos passeios mais bonitos de Heidelberg, passando pelo bosque na encosta do morro, e de onde se pode avistar toda a cidade antiga

Um ponto do castelo que faz sucesso entre os turistas, e onde todo mundo quer fazer uma foto é em frente ao maior barril de vinho do mundo, com capacidade para 221 mil litros. Ele foi construído por Karl Theodor em 1751.Tem 8,5 m de comprimento, diâmetro de 7 m e para sua construção foram utilizados 130 troncos de carvalho. Existe uma escada para subir no barril, e uma plataforma na parte de cima, com cerca de 20 metros quadrados.

O grande barril era tão imenso que, por mais que procurássemos, não conseguimos encontrar um ângulo para fotografá-lo por inteiro. Mas se você quer ter uma idéia, ele é mais ou menos umas cinco vezes maior que este da imagem ao lado.

Ao contrário de tantas outras cidades alemãs, Heidelberg foi poupada da destruição trazida pela segunda guerra mundial. Conta-se que, como alguns generais aliados haviam estudado na cidade, e considerando sua grande importância histórica, foi decidido que Heidelberg deveria ser poupada da destruição, mesmo que para isso fosse necessário não revidar com força total aos ataques nazistas. Verdade ou mito, o fato é que todos nós agradecemos que, ao menos no tocante a Heidelberg, tenha prevalecido o bom senso.

 

 

Um dos trechos mais bonitos da cidade é conhecido como Caminho do Filósofo (Philosophenweg), e está situado na margem norte do Neckar. Embora esteja afastado do centro e das e das principais atrações da cidade, é um caminho que merece ser percorrido por quem tiver mais tempo, pois fornece vistas excelentes da cidade e do castelo. Mas mesmo que você não vá até lá, esteja certo que Heidelberg é uma cidade que vai lhe proporcionar um passeio e lembranças inesquecíveis.


PENSION GASTHAUS “ZUR ROSE”

 

5º Dia: 19/ 05 / 2014 (terça-feira) – Rosenberg – Frankfurt – Rosenberg (220 km + 220 km)
Locais de visitação:
 

Como não se apaixonar por Speyer? Suas ruazinhas, casas e povo… um colírio para os olhos.

Entre a Altpörtel (antigo portão da cidade) e a catedral, está a incrível Maximilianstraße que é a principal rua da cidade…cheia de vida!

Speyer oferece uma grande variedade de atrações que estão concentradas no centro da cidade. Tudo pode-se fazer à pé!

A cidade é também uma das mais antigas da Alemanha!

Como cidade livre do Sacro Império Romano entre 1294 a 1779, Speyer abrigou mais de 50 sessões do parlamento imperial.

O imperador Konrad II ordenou logo após a sua coroação, em 1027, a construção- da que deveria ser- a maior casa do cristianismo, a Kaiserdom, uma basílica com quatro torres e duas cúpulas. A construção começou em 1030, e 5 gerações de construtores depois, ela ficou pronta.

Hoje, é Patrimônio da Humanidade pela UNESCO. Magnífica! Já foi considerada a maior edificação românica da Europa, até a construção da gigantesca abadia de Cluny, na Borgonha! Esta catedral, juntamente com as de Worms e Mainz, é um grande monumento de arte românica.

Sua cripta é o lugar de descanso de 8 reis e imperadores alemães, incluindo o próprio Kaiser Konrad II.

Uma fonte de pedra enorme, com uma capacidade de 1560 litros, fica na praça em frente ao portal principal da catedral. Esta fonte,antigamente, simbolizava a fronteira entre a diocese e a cidade.

Em volta da catedral se encontra um lindo parque à margem do rio Reno. Lá os habitantes e turistas aproveitam o sol, andam de bicicleta, entre muitas outras coisas.

A oeste da catedral se encontra a parte velha da cidade com praças acolhedoras e lindas casas. Muitas destas casas, na Idade Média, foram quase completamente destruídas por causa de várias guerras. As construções que são avistadas hoje, como a prefeitura barroca, são do século XVIII.

Outra grande atração é o TechniK Museum Speyer com carros clássicos, locomotivas, um ônibus espacial e muito mais.

Para quem está em Frankfurt, Speyer é um excelente bate e volta, pouco mais de 100km! Ótimo passeio!

 

PENSION GASTHAUS “ZUR ROSE”  – http://www.gasthaus-zur-rose.com/index.php

 

6º Dia: 20/ 05 / 2014 (quarta-feira) – Rossenberg – Seftenberg (520 km)
Ás 9h00 saida da casa da Analise em Rosenberg com destino o Hotel/Pension Hafemann de Senftenberg.
Ibis Hotel Dresden – Prager Straße 5, 01069 Dresden

 

7º Dia: 21 / 05 / 2014 (quinta-feira) –  Seftenberg e Berlin
Hotel Hafemann em Seftenberg , Senftenberger Straße 3, 01968 Niemtsch – FONE 0049 3573 63026.
Hotel em Berlim: http://www.ibis.com/pt/booking/hotels-list.shtml

8º Dia: 22 / 05 / 2014 (sexta-feira) –  Seftenberg – Berlim (139 km + 139 km)

http://www.ibis.com/pt/booking/hotels-list.shtml

9º Dia: 23 / 05 / 2014 (sabado) –  Seftenberg – Kalisz (382 km)
HOTEL FLORA 3*** – Wiatraki 3, 62-800 Kalisz – FONE 0048 62 757 46 50

 

10º Dia: 24 / 05 / 2014 (domingo) –  Kalisz e arrededores
HOTEL FLORA 3*** – Wiatraki 3, 62-800 Kalisz – FONE 0048 62 757 46 50

 

11º Dia: 25 / 05 / 2014 (segunda-feira) –  Kalisz – Brzesc Kujawski – Wloclawek (119 km + 13 km)
Saida de Kalisz para Brzesc Kujawski. Alojamento no HOTEL RATUSZOWY 2** – Bojanczyka 7, 87-800 Wloclawek – FONE 0048 54 232 62 76

 

12º Dia: 26/ 05 / 2014 (terça-feira) –  Wloclawek – Varsovia (206 km)
HOTEL DE SILVA PIASECZNO 3*** – Pulawska 42, Piaseczno – FONE 0048 22 703 70 00

 

13º Dia: 27/ 05 / 2014 (quarta-feira) –  Varsovia
HOTEL DE SILVA PIASECZNO 3*** – Pulawska 42, Piaseczno – FONE 0048 22 703 70 00

 

14º Dia: 28/ 05 / 2014 (quinta-feira) –  Varsovia – Czestochowa (221 km)
Visita Santuario de Jasna Gora.
Hotel GRAND 3*** – Drogowców 8, 42-218 Czestochowa, FONE – 0048 34 368 30 22

 

15º Dia: 29/ 05 / 2014 (sexta-feira) –  Czestochowa – Wieliczka – Cracovia  (156 km + 16,5 km)
visita Minal de Sal de Wieliczka.
Alojamento no HOTEL KRAKUS 3*** – Nowohucka 35, Kraków – FONE 0048 12 652 02 02.

 

16º Dia: 30/ 05 / 2014 (sabado) –  Cracovia
Visita Catedral de Wawel e ao Campo de concentração Auschwitz (Oswiecim) – Birkenau.
HOTEL KRAKUS 3*** – Nowohucka 35, Kraków – FONE 0048 12 652 02 02

 

17º Dia: 31/ 05 / 2014 (domingo) –  Cracovia – Aeroporto
Após 380 km de ônibus e 140 km de caminhadas, voltamos para Roma… depois Rio de Janeiro, Brasil.